/ Mensagens / O lrio entre os espinhos
Imprimir

Tamanho da letra

O lrio entre os espinhos
por: IEQ Rochdale




Texto base: ?Eu sou a rosa de Sarom, o lrio dos vales. Qual o lrio entre os espinhos, tal a minha amada entre as filhas?? Cnticos dos Cnticos 2.1-2

 

 

Introduo:

Desde os primeiros sculos da era crist, a histria de Salomo e sua amada interpretada  como uma alegoria sobre Jesus e a Igreja. Ele o lrio dos Vales e ela tambm comparada a um lrio.

 

1- Onde a igreja est plantada? Onde voc est plantado?

O lrio entre os espinhos nos d ideia de uma situao incmoda e de sofrimento.

 

2 - Reaes ao sofrimento. Voc quer fugir. Um lrio no foge. Planta no foge. Se for retirada do seu prprio lugar de forma indevida, poder murchar e morrer. Muitas pessoas abandonam o lar, o emprego, a escola, a igreja, fugindo dos espinhos.

 

3 - Voc est a por um propsito de Deus (a no ser que sua situao seja contrria Palavra de Deus). Cumpra sua misso.

O lrio muito diferente dos espinhos. Mostre a diferena crist onde voc estiver. Mostre a beleza crist, o contraste em relao vida do mpio.

Lrio tem perfume, espinho no tem. Exale o bom perfume de Cristo em seu modo de viver, falar e se relacionar com os outros (at mesmo com os "espinhos").

 

Concluso: No reino celestial no haver espinhos. Ali receberemos toda recompensa por tudo o que tivermos passado nesta terra.